15.11.16

Será que é amor? - Capítulo 35




A Diretora juntamente com a Professora aguardavam a aluna, que demorou chegar, fazendo com que quase fosse buscada
Toc toc toc
-Pode entrar, Sente-se Denise, queremos conversar com você.
Ao olha-las, a menina demonstrava sentir arrependimento e medo.
-Eu não fiz nada, juro.
Ela se recusou a confessar o que fez, mesmo que houvesse diversas testemunhas, negou a todo instante.
-Você ficará suspensa três dias e retornará as aulas apenas com a presença dos seus responsáveis, quero falar com eles, combinado?
Ela confirmou com a cabeça
-Agora pode ir-Finalizou a Diretora.
Em seguida, Débora ao ver a garota sentada no banco, percebeu que ela estava a sua espera;
-Está feliz agora? - indagou a menina.
-Se não tivesse feito aquilo, nada disso estaria acontecendo.
-Agora minha mãe vai me dar uma surra.
-Nada que você não mereça.
-Você vai se arrepender por isso.
Débora sentiu um cala frio, era como se aquela garota não estivesse brincando, pensou logo em Caroline, afinal eram amigas, mas ela não teria coragem de fazer nada a ela, para poder atingi-la, teria?
Ao retornar a sala, todos ficaram em silêncio quando Denise entrou, observaram -a até se sentar, mas logo o professor tratou de dispersa-los voltando ao conteúdo da aula.
-Ei, porque fez aquilo? -perguntou Carol.
-Eu odeio aquela professora, e eu já sei muito bem o que vou fazer com aquelas fotos.
-An? como assim? você não vai fazer nada..
-Eu já decidi.
Caroline assustou-se, deixou de ter a impressão que havia criado a respeito de Denise, antes ela parecia boba, ingênua, boazinha, mas agora aparentava totalmente o contrário e não podia deixa-la fazer nada que prejudica-se Débora.
-E hoje, está tudo certo não é?
-Hoje? - perguntou desentendida.
-Sim, hoje, combinamos de estudar para a prova de amanhã, não lembra?
-Ah - disse, já que havia Lembrou do que Caroline estava falando
-Nem adianta mais, estou suspensa, acredita? três dias e tudo por causa daquela idiota.
-Três dias é pouco - soltou Caroline
-An? você falou alguma coisa?
-Não, não disse nada mas poxa eu tenho tanta dificuldade em história e você é tão boa, poderia me ajudar.
Denise soltou um sorriso que deixou Caroline surpresa, era como se aquele fosse o melhor  elogio que tivesse recebido.
-Ta bom, vamos depois da aula?
-É..é....-gaguejou Caroline tentando ver se era ou não a melhor opção.
-Eu acho que vou em casa, tenho que buscar algumas roupas e falar com meu pai.
-Não precisa, as minhas roupas devem servir em você e depois, você liga para ele.
-Tudo bem.
A aula já estava acabando, como era a última, Carol queria falar com Débora mas não sabia onde encontra-la e Denise não desgrudaria tão cedo, "Que droga não ter celular " , Caroline tentava pensar em alguma solução, gostaria no mínimo avisar que não iria em sua casa, mas tarde demais, o sino tocou e como sempre todos desceram desesperadamente, loucos para irem embora.
-Porque sempre é a última a descer hen? - indagou Denise.
"Porque eu quero ou porque não seja da sua conta |" -pensou.
-Sei lá, nunca tinha reparado nisso.
-Vamos - Disse Denise entrelaçando seus braços em Carol, que achou tudo aquilo muito incomodo mas concluiu que aquele era seu jeito de ser, e nesse momento o que não queria era afronta-la. Débora descia as escadas e ao ver aquela cena segurou-se para não ir arrancar o cabelo daquela garota, e se espantou quando viu a menina se virar olhando em sua direção sorrindo, Débora arrepiou até as espinhas, era como se aquilo tudo fosse uma provocação pronta para acerta-la, em seguida a professora apressou seus passos, aquela cena foi tão estranha que impossível não que gerasse nenhuma preocupação, queria avisar a Caroline sobre Denise, sentia que ela não era uma boa companhia, arrumou suas coisas rapidamente, queria tentar encontra-las mas ao sair do estacionamento, não havia sinal de nada nem ninguém, ficou na dúvida se deveria passar na casa de Caroline ou não.
-Você mora quase perto da minha casa- comentou Denise enquanto caminhavam.
-Arram
-Um dia vi seu pai bem ali - apontou para um bar,com pessoas bêbadas, a maioria homens, um lugar desprezível. Mas ao escutar seu comentário Caroline lembrou-se que não tinha mostrado seu pai a Denise.
-Como sabe quem é meu pai?
-Você me mostrou, não se lembra?
-Mostrei, quando?
-Está ficando maluquinha hen - brincou a garota.
Bi Bi Bi
Era um carro buzinando, que só parou quando as garotas se viraram.
-Oi, querem carona? -Perguntou Débora.
Sem dar tempo para Caroline responder, Denise entrou na frente e a responde.
-Não, ninguém quer sua carona.
-E você Caroline, também não quer? - perguntou simpática.
Carol olhou para a menina, que esperava que sua resposta fosse não e por mais que não quisesse era essa a resposta que deveria dar.
-Não, obrigada!
Débora sentiu um aperto no coração, mas não podia dizer mais nada para convence-la, aquela menina dificultava tudo, então a professora colocou seus óculos escuro e seguiu para casa.
-Seja bem vinda - Falou a garota, dando as honras de receber uma visita tão ilustre como considerava ser a de Caroline.
-Que linda sua casa! - exclamou.
-Obrigada, acho que estamos sozinhas, quer alguma coisa?
-Aceito água.
Denise foi a cozinha, deixando Caroline na sala, pôde observar a foto na estante, duas meninas, uma mulher e um homem no qual ela jugou ser seus pais, havia um piano, alguns quadros antigos e..
-Aqui está.
Ao pegar o copo Caroline notou um olhar vindo da menina, era como se estivesse sendo analisada, depois disso Carol chegou a pensar na possibilidade "Será que ela está interessada? em mim?!" e pela primeira vez quis estar errada.
-Vamos para o meu quarto, ai te mostro onde vai dormir .
-Claro.
Caroline ao subir as escadas sentiu um cala frio, que estranho,"Que bobeira Caroline, é só uma menina, não pode acontecer nada demais " talvez as últimas impressões que teve de Denise estariam fazendo imaginar além do que deveria.

Capítulo anterior          Capítulo seguinte

2 comentários:

  1. Ansiosa pro próximo capítulo, nem dormi direito essa noite pensando nessas duas ahahaha amo essa Débora e a Carol...

    ResponderExcluir
  2. ansiosa para o próximo capítulo aiaiaiiaiaiaiiai amo elas =) <3 <3

    ResponderExcluir