11.10.16

Será que é amor?-Capítulo 28


Ao abrir os olhos, Caroline se deparou com Débora em uma cama ao lado, ficou observando-a por alguns minutos, era delicioso saber que ela estava ali, e simplesmente "Por ela " pensava consigo mesma, "Aonde estava com a cabeça? ela não merece, eu não mereço...quer dizer... me matar, oh Deus aonde eu estava com a cabeça?!"
-Me perdoa..-falava em tom de súplica com o olhar para cima, não queria acordar Débora, porém, seu esforço foi em vão.
-Olha, Deus vai te perdoar, já eu..
-Não vi que tinha acordado.
-Pelo visto pegou minha mania de conversar sozinha...
-O mundo não gira ao seu redor Débora, essa não é uma mania exclusivamente sua.
-Poxa-respondeu fingindo estar magoada.
Caroline por um momento achou que ela realmente estivesse chateada com o modo que ela havia dito mas notou que Débora estava apenas gozando da sua cara de preocupação.
-Você é muito boba, sabia?
-Sou é? - disse Débora se aproximando, e confirmando com a cabeça, ficando tão próxima de Carol que era inevitável não beija-la. Caroline segurou-a pelo pescoço e trouxe-a para si, beijando com mais intensidade do que antes, Débora não teve forças para resistir, deixando Caroline conduzir o beijo, que esquentavam cada vez mais, Carol, enfiou seus dedos entre seu cabelo,fazendo Débora arrepia-se, deixando-a com mais sede ao pote, começou a percorrer intensamente o pescoço de Débora, sua nuca, sua orelha, entre beijos, mordidas e algumas chupadelas, quando foram interrompidas inesperadamente.
-Com licença.-falou Vivian, percebendo que havia estragado o momento das duas.
-Desculpem- falou sem graça- Deveria ter batido na porta, me desculpem meninas..
Débora apenas sorriu, estava sem jeito, já Caroline viu graça na situação.
-Tudo bem, Doutora? - disse enquanto esforçava seus olhos para ver o nome no jaleco, que estava, extremamente pequeno, "impossível ver" Concluiu.
-Vivian, bom, espero não ter atrapalhado.
-Que isso Vivian, não nós atrapalhou- Falou Débora embaraçada.-É, vou tomar água, volto em instantes.Com licença.
-Ela sempre fica assim?
-Assim como?
-Desse jeito, depois de vocês, amm, você sabe..aliás,não é da minha conta,desculpe, não tenho nada haver com isso! Enfim, Caroline vou estar te liberando hoje mas preciso que tome alguns medicamentos -disse entregando uma receita em suas mãos- e agendei consultas duas vezes por semana com a psicóloga, que dias você tem disponibilidade?
-Como assim psicóloga? quem disse que quero ter consultas com uma psicóloga ?
-Caroline, sabemos que o que você fez advém de diversos fatores, e conversar com alguém, ter um tipo de  ajuda é o que você precisa neste momento, e meu dever como médica te encaminhar para realizar esse tratamento.
-Não sei se quero, não gosto de falar sobre mim com quem nem sei quem é.
Toc toc
-Voltei- disse Débora entrando na sala com uma garrafa de água que logo entregou a Caroline.
-Sobre o que estavam falando?
As duas se entreolharam como se dissessem "diz eu ou diz você?" Débora percebendo os olhares interrompeu.
-É segredo? ou sou eu que não posso saber?
Vivian quebrou o silêncio.
-Estávamos conversando sobre as consultas ao psicólogo que a Caroline deverá ir, estava tentando  explicar que não é nenhum bicho de sete cabeças, é algo que ela precisa..
-E eu estava falando com ela se eu não sei se quero ir.
-É claro que você vai mocinha. quando vai ser Vivian?
-Então, será dois dias na semana, quero saber quais há disponibilidade para a Caroline..
Débora pensou por um instante e logo soltou.
-Terça e quinta.
-Terça e quinta?-Indagou Caroline.
-Algum problema pra você?
-não.. - respondeu intrigada.
-Resolvido Vivian, irei traze-la todos os dias.
-Ótimos, poderá me fazer companhia enquanto ela consulta- falou Vivian dando uma piscada para Débora.
-Caroline você já pode ir para casa, qualquer coisa só me ligar, a Débora tem meu número, e um bom dia para vocês.
Débora acompanhou Vivian até a porta, conversaram durante alguns minutos, impedindo Carol de escuta-las visto que a porta estaria mais fechada do que aberta.
-vamos mocinha?
-Por acaso vocês se conhecem? - perguntou Carol arqueando as sobrancelhas.
-Ficou com ciúmes é? - falou Débora aproximando de Caroline para beija-la, mas ela se esquivou.
-Acho melhor arrumar para irmos logo, odeio hospital..
-você quem manda.
Já ao lado de fora, Carol não pôde deixar de notar o enorme risco no carro de Débora.
-uau, onde conseguiu esse maravilhoso e enorme traçado?
-Provavelmente um pirralho que não gostou da nota de matemática..
-Então é assim que se refere aos alunos? pirralhos?! como a senhora é falsa-brincou Carol.
Débora levou na brincadeira e soltou uma gargalhada mas não antes de refuta-la.
-Pronta para voltar pra casa?
-Pra minha ou pra sua?-sorriu daquele jeito que fazia Débora suspirar de amores.
-Pergunta difícil, mas seu pai deve estar preocupado..
-Eu ligo pra ele mais tarde.
-mais tarde? o que vai fazer para estar tão ocupada que não possa ligar agora?
-agora? agora vou estar te beijando-Falou Carol já com seus lábios próximos da boca de Débora, que deixava se levar pela incrível sensação que acontecia ao ter seu corpo tocado por aquela mulher, que a deixava louca principalmente quando sussurrava bem perto do seu ouvido, e foi isso que fez..
-E mais tarde vou está te chupando... - sussurrou enquanto mordiscava sua orelha, Débora sentia sua pele arder de desejo...
-E eu vou estar te..te...-Tentava sussurrar ao ouvido de Caroline, que não parava de beija-la, mal conseguiu terminar a frase, Carol a completa.
-Fodendo..-disse, com a voz mais doce do mundo porém com o olhar mais sacana do que nunca.
-Menina, menina, não brinca com fogo.
-Tá afim de me queimar?.

   Capítulo anterior                          Capítulo seguinte



9 comentários:

  1. Estou adorando esse conto!!! Por favor, posta logo a continuação!!!bjo...

    ResponderExcluir
  2. Estou adorando esse conto!!! Por favor, posta logo a continuação!!!bjo...

    ResponderExcluir
  3. Nem fui pelo começo é já me apaixonei, incrível estou espantada, prende nossa atenção mesmo a intensidade com que vc conseguiu captar a essência da historia entre elas, agora vou ter q voltar e procurar o inicio aqui rsrs, Parabéns linda, vc é sim uma maravilhosa escritora,

    ResponderExcluir
  4. quando sai o proximo ?

    ResponderExcluir
  5. Cade o resto por favo quero mais.

    ResponderExcluir